Inspecções-Perturbações

Processos de inspecção automóvel Perturbações

deverá ser feita a inspecção visual ao silenciador , condutas , reservatórios , tubagens de Combustível
,emissões relativas ao óleo de lubrificação e emissões dos gases de escape.

2. Campo de aplicação

Esta observação e verificação aplicam-se aos seguintes veículos: Pesados

Ligeiros

3- Deficiências atribuir

DESIGNAÇÃO

Tipo

DEFICIÊNCIAS GERAIS

Fugas nas condutas ou silenciador

2

Ausência de silenciador

2

Reparações precárias ou suportes deficientes

1

Montagem deficiente

2

EMISSÕES DE ESCAPE PARA MOTORES DE IGNIÇÃO POR FAÍSCA (GASOLINA)

Emissões não controladas Teor de CO

Para veículos matriculados antes de 1-10-86

Teor CO superior a vol. % 7

2

Teor CO superior a vol % 5,5 e inferior a vol.% 7 inclusivé

1

Para veículos matriculados a partir de 1-10-86

Teor CO superior a vol% 5,5

2

Teor CO superior a vol% 3,5 e inferior a vol% 5,5 inclusivé

1

Para veículos matriculados a partir de 1-1-93

Teor CO superior a 3,5 vol %

2

Emissões controladas – Teor CO e medições

Para veículos matriculados antes de 1.1.93

Com o motor em marcha lenta

Teor CO superior a vol.% 1

2

Teor CO superior a vol % 0,5 e inferior a 1 vol. % inclusivé

1

Com o motor moderadamente acelerado ( rotações > 2000 r.p.m.)

Teor CO superior a 0,6 vol.%

2

Teor CO superior a 0,3 vol % e inferior a 0,6 vol. % inclusivé

1

Valor de fora do intervalo 1 + 0,03 (excepto quando indicação em contrário do construtor )

2

Para veículos matriculados a partir de 1.1.93

Com o motor em marcha lenta

Teor CO superior a 0,5 vol. %

2

Com o motor moderadamente acelerado ( rotações > 2000 r.p.m. )

Teor CO superior a 0,3 vol %

2

Valor de fora do intervalo 1 + 0,03 (excepto quando indicação em contrário do construtor )

2

EMISSÕES DE ESCAPE PARA MOTORES COM IGNIÇÃO POR COMPRESSÃO (GASÓLEO)

Para veículos matriculados antes de 1.1.80

Motores de aspiração natural

Opacidade superior a 4,5 m-1

2

Opacidade superior a 4 m-1 e inferior a 4,5 m-1 inclusivé

1

Motores sobrealimentados

Opacidade superior a 5,0 m-1

2

Opacidade superior a 4,5 m-1 e inferior a 5,0 m-1 inclusivé

1

Para veículos matriculados a partir de 1.1.80

Motores de aspiração natural

Opacidade superior a 3,0 m-1

2

Opacidade superior a 2,5 m-1 e inferior a 3,0 m-1 inclusivé

1

Motores sobrealimentados

Opacidade superior a 3,5 m-1

2

Opacidade superior a 3,0 m-1 e inferior a 3,5 m-1 inclusivé

1

Para veículos matriculados a partir de 1.1.93

Motores de aspiração natural

Opacidade superior a 2,5 m-1

2

Motores sobrealimentados

Opacidade superior a 3,0 m-1

2

EMISSÕES RELATIVAS AO ÓLEO DE LUBRIFICAÇÃO

Emissões generalizadas de óleo ("motor babado")

2

Emissões pequenas de óleo em juntas secundárias

1

Emissões de óleo do carter, em juntas a ele associadas directamente, ou grandes emissões localizadas

2

Emissões de vapores, de óleo provenientes do carter ou do reservatório de óleo

2

Deficiências Observadas nas Inspecções

    Tipo 1:

  • deficiência que normalmente não afecta de forma grave, o funcionamento nem segurança do veículo.
  • Tipo 2:

  • deficiência que afecta gravemente o funcionamento e segurança do veículo, assim com sua identificação.
  • Tipo 3:

  • deficiência muito grave que implica paralisação do veículo.

Os veículos são reprovados sempre que:

  • Se verifiquem mais de cinco deficiências do tipo 1.
  • Se verifiquem uma ou mais deficiências do tipo 2 ou 3.
  • Não seja efectuada a correcção da deficiência ou deficiências anteriormente anotadas, salvo as relativas ao documento de identificação do veículo

Os veículos que apresentem deficiências do tipo 2 nos sistemas de direcção, suspensão ou travagem, não podem transportar passageiros, nem carga enquanto não forem aprovados.

Os veículos que apresentem deficiências do tipo 3, podem circular apenas para deslocação até ao local de reparação e posterior regresso ao centro de inspecção para confirmar a correcção das anomalias.

Sempre que o veículo tenha sido reprovado em inspecção, pode o mesmo, no prazo de 30 dias, voltar ao centro de inspecções para confirmar a correcção das anomalias.

Quando as deficiências constatadas na inspecção ou reinspecção precedente não tiverem sido atempadamente corrigidas, o prazo referido anteriormente será reduzido para 15 dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *